Home

Novo Endereço!

janeiro 13, 2014

Olá pessoal,

Estamos em novo endereço: http://alfadicasviagens.com.br

Um abraço!

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/08/viagem-curacao-museu-maritimo-e-museu-tula

Olá pessoal,

Hoje falaremos um pouco de dois museus que visitamos em Curaçao. Na página oficial da ilha há a lista de todos os museus existentes por lá: apesar de numerosos, nenhum deles chama muito a atenção. E foi exatamente com esta sensação que saímos dos dois que visitamos.

O primeiro museu que visitamos foi o Museu Marítimo, que fica localizado em Punda, atrás do Mercado Flutuante. Para chegar nele você atravessa uma pequena ponte:

DSC05831

DSC05832

A entrada no museu custa US$6 por pessoa, porém acabamos ganhando um desconto de US$2 no total por conta de nosso Welcome Card, porém isto não aconteceu normalmente, pois nenhuma das duas mulheres que nos recepcionaram tinham ouvido falar deste cartão. Elas ainda ligaram para outro rapaz que também não tinha conhecimento, mas no final acabou dando o desconto por acreditar em nossa palavra. Ainda teremos um tópico específico apenas para falar desse cartão.

Voltando a falar do museu, ele é uma construção de três andares e é 100% refrigerado, o que acabou sendo um alento para nós, pois no dia da visitação a temperatura estava altíssima. De forma bem resumida, o museu conta basicamente a história da ilha. Possui também diversos itens utilizados nos barcos, como utensílios domésticos, comidas, roupas, calçados, etc. Ou seja, nada muito impressionante, como vocês poderão nas fotos abaixo.

  DSC05835

DSC05839

DSC05840

DSC05843

DSC05845

DSC05846

DSC05851

DSC05852

DSC05856

DSC05857

DSC05859

DSC05870

Assim que você entra no museu, há uma pequena loja com livros e lembrancinhas a venda:

DSC05838

Já o Museu Tula, localizado próximo ao Parque Nacional Shete Boka e à praia de Kenepa Grandi, é um museu que remete principalmente aos tempos da escravidão da ilha. Fomos lá no dia em que fomos no Parque de Shete Boka, e o caminho até lá é um pouco complicado, pois quase não há placas indicando a localização do museu. No caminho entre o parque e o museu, um ônibus vinha a uma velocidade razoável atrás de nós na rodovia, então resolvemos encostar para ele passar. O ônibus simplesmente parou na rodovia ao nosso lado, e a guia turística de dentro perguntou se estávamos indo para o Museu Tula: respondemos que sim, e então ela falou que era só seguir eles que eles também estavam indo para lá.

DSC06174

DSC06176

Há algumas vagas de estacionamento no museu, algumas debaixo de árvores. Assim que você chega, há uma loja bem pobre com souvenirs do lado esquerdo. Para chegar ao museu, basta subir o lance de escadas logo a frente:

DSC06177

DSC06179

DSC06180

Lá dentro, o local conta com diversos itens utilizados nos tempos de escravidão, ilustrados em diversas “cenas”, tais como o parto de um bebê, o enterro de uma pessoa, o local em que dormiam, como lavavam roupas, como se vestiam, etc.

DSC06183

DSC06184

DSC06186

DSC06188

DSC06189

DSC06191

DSC06194

DSC06195

DSC06199

DSC06207

DSC06210

DSC06211

DSC06214

DSC06215

DSC06217

DSC06218

DSC06219

Ou seja, também nada muito impressionante. A nossa visita foi rápida e o museu não estava cobrando entrada, havia apenas uma “caixinha” na entrada onde a própria pessoa poderia doar alguma quantia.

Enfim, como já falamos no início do post, apesar de quantidade, os museus de Curaçao valem muito mais pela história que está por trás de cada um do que os itens dispostos neles. Um outro museu importante da ilha que estava no nosso roteiro era o Kura Hulanda, mas infelizmente ele se encontrava fechado em nossa estadia por lá, pois como ele funcionava junto a um hotel e este acabou falindo, o museu acabou fechando junto.

Ainda esta semana teremos mais um post da ilha, aguardem!

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/07/viagem-curacao-the-liqueur-factory-landhuis-chobolobo

Olá pessoal,

Depois de uma breve pausa nos posts de Curaçao, voltamos hoje com mais um post, dessa vez sobre a fábrica de licor de Curaçao de onde vem o mundialmente famoso Curaçao Blue, também vendido aqui em terras brasileiras de forma “genérica” pela Stock.

largeCv3SAvHc9jOA5NDiOjCHsenior-curacao-of-curacao-blue-liqueur-the-caribbean-10305365

O Landhuis Chobolobo, que abriga a fábrica, fica a apenas 4 km da capital Willemstad. Existem diversos Landhuis em Curaçao (mais de 100), que eram originalmente “casas de plantação”, nos séculos 18 e 19. Hoje em dia estas construções abrigam em sua grande maioria restaurantes. Existem algumas minúsculas placas espalhadas pela ilha indicando a localização da fábrica de licor:

DSC07196

A entrada na fábrica é totalmente gratuita (de segunda a sexta, das 08h as 12h e das 13h as 17h), e há um grande estacionamento disponível embaixo de árvores, o que no calor de Curaçao é bastante reconfortante.

DSC07194

DSC07160

DSC07161

DSC07163

A visitação se inicia nesta entrada da primeira foto abaixo e é extremamente rápida, visto que a fábrica não é nem um pouco extensa. Inicialmente há alguns painéis contando a história da fábrica, além de como é todo o processo de fabricação do licor:

DSC07166

DSC07167

DSC07172

DSC07173

DSC07175

Logo a frente estão os funcionários da empresa propriamente ditos. Além do licor, que apesar de ser mundialmente famoso na cor azul, é vendido em diversas cores, a empresa fabrica um enxaguante bucal. E no dia que estávamos lá, era justamente o enxaguante que estava sendo embalado, conforme vocês poderão ver nas fotos abaixo:

DSC07177

DSC07180

DSC07181

DSC07182

Depois deste corredor com as explicações e o embalamento dos produtos, chega-se a uma pequena área (que pode se tornar tumultuada caso você pegue uma excursão, por exemplo) onde são servidas pequenas doses para degustação do licor (em algumas cores):

DSC07188

Logo depois desta área fica a pequena loja do local, onde você pode comprar o licor de diversos tamanhos e cores, além de outros presentes como chocolates e lembrancinhas em geral. Uma garrafa de 750ml estava saindo por US$25,00.

DSC07190

DSC07191

DSC07192

Apesar de toda a badalação em cima do licor mundialmente famoso de Curaçao, a fábrica em si é bastante pequena e pode chegar a decepcionar alguns turistas, mas por ser uma visita extremamente rápida (não ficamos mais do que vinte minutos lá dentro), vale a pena, principalmente pelo fato do licor ser um produto símbolo da ilha e conhecido em todos os continentes.

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2014/01/03/fotos-da-estrada-de-rio-do-julio-parte-3-joinville-sc

Olá pessoal,

Pela terceira vez aqui no blog um post só de fotos da Estrada de Rio do Júlio. Estivemos por lá no Natal, dia 25 de dezembro, e o show ficou por conta das milhares hortênsias, além da ilustre presença do lagarto Dino! Confiram!

DSC07549

DSC07553

DSC07555

DSC07556

DSC07557

DSC07565

DSC07569

DSC07571

DSC07573

DSC07576

DSC07577

DSC07578

DSC07579

DSC07582

DSC07584

DSC07592

DSC07594

DSC07597

DSC07599

DSC07600

DSC07604

DSC07608

DSC07612

DSC07613

DSC07615

DSC07618

DSC07621

DSC07625

DSC07627

DSC07629

DSC07632

DSC07633

DSC07634

DSC07642

DSC07643

DSC07646

DSC07647

DSC07648

Ainda fizemos dois vídeos, um da entrada da casa dos avós da Aline e outro do Dino “almoçando”:

Um abraço e um feliz 2014!

Retrospectiva 2013

dezembro 30, 2013

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/30/retrospectiva-2013/

 

 

 

 

 

Olá pessoal,

Entrando no clima de final de ano, o blog Alfa Dicas fará uma retrospectiva do que aconteceu por aqui nestes 365 dias de 2013, aproveitando para comemorar a marca de 15.000 views, alcançada hoje, com uma breve observação: levamos 13 meses para alcançar as 5.000 views, um pouco menos de 4 meses para alcançar os 10.000 views, e agora em 79 dias chegamos às 15.000!

Retrospectiva2013-1200x520

Em 2013, o blog visitou cidades em três continentes e nove países: América do Sul (Argentina 2x), América Central/Caribe (Curaçao, Costa Rica e Panamá) e Europa (Itália, Alemanha, Áustria, República Tcheca e Hungria).

Em janeiro, começamos o ano terminando o relato de nossa viagem de lua de mel, para Porto de Galinhas, em Pernambuco, em cinco posts. Ainda em janeiro, tivemos um post completo sobre a Estrada de Rio de Júlio. Durante o ano ainda teríamos mais dois posts com fotos retratando toda a beleza desse local.

Entre o final de janeiro e o início de fevereiro, falamos pela primeira vez no blog sobre uma viagem de “terceiros”: a ida dos tios da Aline de Joinville a Bariloche, de carro, numa série de seis posts.

Ainda em fevereiro, tivemos dois posts “largados”, um sobre a Ilha do Mel, no Paraná, e outro sobre a Rota das Cachoeiras, em Corupá.

Em março fizemos nossa primeira viagem do ano. Comentamos o dia a dia dela em nove posts, incluindo três avaliações dos hotéis em que ficamos.

Do final de março até o início de maio, o blog foi inundado por uma série de 13 posts da viagem dos tios do Fábio a Europa, feita em 2012.

Perto do meio do ano relatamos mais uma viagem de parentes: o irmão e a cunhada do Fábio foram para o Panamá e para a Costa Rica, gerando quatro posts.

Entre o final de junho e o início de agosto, mais uma viagem internacional: Cancún (México), com sete posts.

Foi também em agosto que, apoiados pelo pessoal da BetaG, demos uma pequena remodelada no blog, com a criação de um logo próprio e do topo do site.

Entre agosto e início de outubro, numa série de sete posts, relatamos a viagem de nossos colegas ao extremo sul da Argentina, na cidade de Ushuaia.

Para fechar o ano, começamos a esmiuçar em dezembro nossa viagem a Curaçao em novembro, numa série de quinze posts, com uma breve observação: ainda temos alguns posts guardados para 2014, além da viagem dos pais do Fábio para a Europa, realizada em maio/junho deste ano.

O ranking de views de 2013 de cada viagem publicada até aqui no blog até aqui ficou assim (entre parênteses o percentual geral já descontando as visitas feitas à homepage inicial):

  1. Cancún 2013: 1948 views (20,8%)
  2. Itacaré 2010: 1512 views (16,2%)
  3. Uruguai e Rio Grande do Sul 2012: 923 views (9,8%)
  4. Europa 2012: 766 views (8,2%)
  5. Panamá/Costa Rica 2013: 633 views (6,7%)
  6. Guarda do Embaú, Urubici e São Paulo 2013: 566 views (6,0%)
  7. Porto de Galinhas 2011: 537 views (5,7%)
  8. Ushuaia 2013: 436 views  (4,6%)
  9. Rio do Júlio 2013: 386 views (4,1%)
  10. Bariloche 2013: 299 views (3,2%)
  11. Curaçao 2013: 190 views (2,0%)

Com relação especificamente a números, o ano de 2013 foi espetacular. Fazendo uma breve comparação com 2012, temos o seguinte cenário:

2012 2013
Views 1.506 13.462
Média/dia 6,57 36,88
Posts 30 81

Se formos considerar somente os números absolutos, um absurdo crescimento de 893% no total de views. Considerando somente a média, um aumento de 560%.

Recordes de views mensais foram pulverizados praticamente durante todo o ano de 2013: foram nove no total. Quatro meses sozinhos já bateriam o total de views de 2012 (agosto, outubro, novembro e dezembro).

Chegamos a um total de 55 países distintos que tiveram visitantes no blog. Só em 2013 foram trinta e sete países novos, dentre os mais curiosos Argélia, Azerbaijão, Ilhas Cayman, Letônia, Macao, Moldávia, Paquistão e Emirados Árabes Unidos. O destaque fica por conta da estréia do México, que obteve 118 views somente nos últimos 90 dias de 2013 e pelo andar da carruagem tem tudo para passar Estados Unidos e Portugal e assumir a primeira colocação entre os países estrangeiros com mais acesso ao blog. Confiram o TOP 10 de países de 2013 e dos dois anos somados (única alteração é o décimo colocado):

top 10 2013

top 10 all time

Só temos a agradecer a todos que fizeram este 2013 um ano incrível. E que 2014 seja ainda melhor! Boas festas a todos!

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/27/viagem-curacao-shete-boka/

Olá pessoal,

Prosseguindo com nossa quase que infinita série de posts de nossa viagem a Curaçao, hoje falaremos do Parque Nacional de Shete Boka, quen nada mais é do que um parque com quatro “pontos turísticos”: Boka Tabla, Boka Wandomi, Boka Kalki e Boka Pistol.

Para chegar até o parque (que fica cerca de 40 km da capital Willemstad) basta você seguir as placas de Westpunt. Durante o percurso aproveitamos para tirar algumas fotos da paisagem e também da entrada do parque, que abre as 09h. Chegamos exatamente no horário de abertura, junto com a mulher que fica na entrada cobrando a entradao ingresso de US$5,50 por pessoa para a visitação.

DSC06026

DSC06027

DSC06029

DSC06030

DSC06032

DSC06034

DSC06036

DSC06037

DSC06039

Por mais US$1, você compra um pequeno mapa do parque, indicando as trilhas e os pontos turísticos dali. Nosso primeiro ponto visitado foi Boka Tabla, que nada mais é do que uma pequena abertura com uma faixa de areia onde as ondas batem de forma violenta nas pedras ali presentes, além de possuir uma pequena caverna por onde a água do mar entra também de forma agressiva. Ah, e era comum também a presença de inúmeras iguanas em todos os lugares do parque.

DSC06040

DSC06042

DSC06045

DSC06049

DSC06054

DSC06055

DSC06057

DSC06060

DSC06062

DSC06064

DSC06065

DSC06066

DSC06072

DSC06076

Antes de irmos para o segundo ponto do parque, demos uma rápida passada no banheiro, que não era dos mais limpos. Perto do local de cobrança do ingresso, havia também uma construção que parecia ser uma lanchonete, mas ela se encontrava fechada desde a nossa chegada até a nossa saída, portanto lembre de trazer ao menos uma garrafinha de água ao visitar o parque, pois você irá precisar.

DSC06078

Para todos os demais pontos do parque você pode ir a pé ou de carro, o que certamente reduz bastante o tempo gasto por lá. Com a temperatura batendo a casa dos 35ºC, com certeza a opção mais sensata é o uso do carro. Chegando ao segundo ponto do parque (Boka Wandomi), uma curiosa e encorajadora placa alertava os turistas da frequente prática de roubos por ali:

DSC06081

No dia em que fomos, como ainda era cedo, havia apenas o nosso e mais um carro, mas não tivemos nenhum problema de furtos. A dica que fica é: não deixe itens valiosos a mostra, pois já havíamos lido relato de outros blogs e fóruns que os ladrões de Curaçao tem como principal alvo estes itens deixados à mostra no painel ou nos bancos dos veículos e não propriamente o veículo.

O principal atrativo de Boka Wandomi é a Natural Bridge (ponte natural) que as rochas formam:

DSC06086

DSC06088

DSC06091

DSC06100

DSC06101

DSC06103

DSC06116

Caso você tenha tempo sobrando, pode também formar seu nome ou ao menos suas iniciais com as inúmeras pedras ali presentes:

DSC06085

DSC06096

DSC06098

Fiquem com mais algumas fotos:

DSC06084

DSC06094

DSC06113

O terceiro ponto de parada do parque (Boka Kalki) é o mais sem graça de todos: trata-se de uma abertura com uma faixa de areia bem parecida com a de Boka Tabla, porém a intensidade das ondas é menor e não há nenhuma caverna por ali:

DSC06125

DSC06129

DSC06134

Por último, o grande atrativo do parque: Boka Pistol. Neste local há um afunilamento de rochas que faz com que o mar bata e faça com que grandes quantidades de água simplesmente “voem” pra cima, mostrando toda a força que o mar pode ter. Com certeza um local para registrar em inúmeras fotos:

DSC06141

DSC06143

DSC06144

DSC06149

DSC06150

DSC06153

DSC06157

DSC06163

DSC06167

DSC06172

O nosso tempo de permanência no parque foi de exatamente duas horas. A principal dica que fica é: chegue cedo lá, pois ainda não estará tão quente e você chegará aos pontos sem a presença de muitos turistas: quando estávamos indo embora, chegaram dois ônibus de turismo com mais de 40 pessoas dentro cada um.

E com esse post fechamos os posts de 2013! Ainda teremos na segunda, dia 30, um post retrospectivo do ano, porém os de Curaçao só voltam em 2014!

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

ATENÇÃO, estamos em novo endereço! Favor acessar este endereço: http://alfadicasviagens.com.br/2013/12/25/viagem-curacao-klein-curacao/

Olá pessoal,

Depois de um extenso relato das praias que visitamos em Curaçao, hoje é dia de falarmos de Klein Curaçao, uma pequena ilha inabitada que fica a alguns km da ilha principal.

Primeiramente, são três as empresas que fornecem passeios para lá: Miss Ann Boat Trips, Mermaid Boat Trips e Bounty Adventures. Optamos pela Mermaid Boat Trips, principalmente pelo fato dela possuir uma espécie de QG na ilha, diferentemente das outras. O custo é salgado: US$110 por pessoa (na cotação atual, um pouco mais de R$250). As outras duas empresas também cobram nesta faixa. Porém, como havíamos feito o Welcome Card Curaçao (falaremos mais deste cartão em outro post), ganhamos um desconto de US$25 no total, ou seja, ao invés de pagarmos US$220, pagamos US$195.

Os dias disponíveis para o passeio são quarta, sexta e domingo (na Mermaid). Caso esteja chovendo, o passeio não sai. Fizemos a reserva por e-mail mesmo, e para tal não precisamos efetuar nenhuma espécie de pré-pagamento ou fornecer dados de cartão de crédito. O embarque é a partir das 06h45 em CaracasBaai, no lado leste da ilha (a uns 10 km da capital Willemstad). Para chegar lá, basicamente você pega a Caracas Baai Weg e segue as placas.

O estacionamento é do lado de fora do porto, totalmente gratuito e seguro. Chegamos lá em torno das 06h20, e nest hora ainda não estavam embarcando ninguém. Próximo das 06h35 o embarque se iniciou.  Assim que você pisa no barco (que comporta de 80 a 100 pessoas), há uma lista das reservas. Falamos nossos nomes (Fábio e Aline), e não encontraram eles na lista. Perguntaram então o nome de nosso hotel, e como eram apartamentos, eles também acabaram não entendendo. Por fim, falamos nosso sobrenome (Wagner), e então finalmente encontraram nosso nome na lista.

DSC06360

DSC06360

DSC06363

DSC06364

DSC06365

DSC06366

DSC06367

DSC06368

DSC06373

DSC06377

DSC06382

DSC06388

DSC06413

DSC06414

O pagamento do passeio é feito já no embarque, e conforme já comentado, com o desconto do Welcome Card Curaçao, pagamos US$185 e então subimos para o piso superior do barco. Especificamente na ida há apenas café disponível para os passageiros.

O barco foi enchendo e próximo das 07h10 saímos do píer em direção à ilha: a maioria dos turistas eram holandeses, mas como haviam pessoas de outras nacionalidades, as instruções eram passadas em holandês, inglês e espanhol. O trajeto até Klein Curaçao é praticamente todo em mar aberto, e havíamos lido em outros blogs e fóruns que era comum várias pessoas passarem mal durante o trajeto, chegando a vomitar e tudo mais, o que acabou nos deixando um pouco preocupados. Porém, no nosso passeio, apenas uma mulher passou mal e não tivemos maiores problemas quanto à isto. Há inclusive um recado “amigável” para quem embarca:

DSC06594

O trajeto até à ilha levou cerca de 1h30m.

DSC06394

DSC06399

DSC06404

Ao chegar próximo da ilha, são primeiramente descarregados as comidas e bebidas. O barco ancora perto da faixa de areia, quem quiser pode ir nadando até à ilha, mas também há disponível uma espécie de bote que leva cerca de 25 pessoas por vez para desembarcar na faixa de areia. Aproveitamos a pausa para tirar algumas fotos da ilha, bem como do belíssimo mar azul:

DSC06410

DSC06415

DSC06417

DSC06420

DSC06421

DSC06422

DSC06424

DSC06430

Conforme já comentamos, a Mermaid é a empresa com mais estrutura na ilha, e pudemos notar isso assim que chegamos na ilha:

DSC06427

DSC06428

DSC06435

DSC06539

Assim que todos se acomodam em suas espreguiçadeiras embaixo das barracas de sapê, todos são chamados para o café da manhã, que basicamente eram pães recheados de queijo e presunto com a opção de adição de tomate e pepino:

DSC06433

Satisfeitos, a tripulação é chamada para uma breve explanação do nosso roteiro na ilha durante o dia, onde o instrutor fala um pouco do almoço (explicando que será soada a buzina do barco e o sino que tem no QG), mostra onde estão os snorkels para mergulho e comenta que refrigerante, água e suco estão inclusos no pacote e são gratuitos. A única cobrança de bebidas é sobre as alcóolicas. Detalhe: o controle é feito pelo próprio turista, e o pagamento é feito somente no desembarque lá no cais de Caracas Baai. A cerveja disponível era a Polar (venezuelana) de 237 ml, e custava 2 dólares ou 3 florins. Havia também disponível rum e vodka.

DSC06533

De café tomado, fomos fazer a “parte cultural” da ilha, que é a visitação do farol ali existente e de 2 barcos naufragados. Ambos estão em um estado precário, e é bom tomar cuidado caso entre em algum deles para não pisar em nenhuma tábua podre e ainda acabar se machucando. A caminhada de nosso quartel general até o farol é rápida (de 5 a 10 minutos) e chegando lá tiramos várias fotos:

DSC06440

DSC06441

DSC06443

DSC06446

DSC06447

DSC06448

DSC06449

DSC06451

DSC06458

DSC06464

DSC06468

DSC06500

DSC06501

DSC06505

DSC06506

DSC06507

Do farol até os barcos naufragados dá mais uma caminhada de 5 a 10 minutos, e o cenário ali presente rendeu mais algumas boas fotos:

DSC06465

DSC06467

DSC06471

DSC06477

DSC06486

DSC06488

DSC06494

DSC06498

Depois disto fomos finalmente mergulhar em busca das tartarugas, famosas por estarem sempre por ali. E não foi difícil achá-las, já que depois de alguns minutos já encontramos a primeira. O ápice do dia foi encontrar duas tartarugas juntas. Na praia não há muitos peixes, pois o fundo do mar é basicamente areia, areia e areia. Como já falamos no post da praia Lagún, a sensação de nadar lado a lado com estes animais é indescritível, uma sensação única.

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

Encontramos também peixes camuflados por lá:

Após o mergulho, voltamos para nossa barraca de sapê e esperamos a hora do almoço, que é próximo das 13h. No cardápio três tipos de carne (hambúrguer, frango e costelinha de porco), além de diversos acompanhamentos (salada, maionese, molhos, pães, etc). Para sobremesa frutas: melancia e abacaxi.

DSC06530

DSC06548

DSC06549

DSC06550

DSC06551

DSC06553

DSC06554

Ao lado da área do almoço haviam várias iguanas e uma espécie de bermigão:

DSC06557

DSC06519

DSC06525

Depois do almoço, nada melhor do que ler o livro apreciando a bela paisagem:

DSC06545

Ah, um detalhe: foi em Klein Curaçao que encontramos mulheres fazendo top less, prática 100% permitida na ilha.

Perto das 15h30 o pessoal começa a devolver as espreguiçadeiras e se preparar para embarcar no barco para a volta. A volta em si é um pouco pior do que a ida (pois o mar estava mais agitado e o barco balançava muito), mas não vimos nenhuma pessoa enjoar. Na volta é servida a carne que sobrou do almoço, para o caso de alguém ainda não estar saciado:

DSC06595

E esse aí, será que tomou algumas cervejas a mais?

DSC06598

Chegamos no pier próximo das 17h30, pagamos a cerveja que havíamos consumido, pegamos o carro e voltamos para nosso apartamento.

Recomendamos 100% este passeio para quem vai a Curaçao! Para fechar o post, fiquem com mais algumas fotos de lá:

DSC06558

DSC06562

DSC06565

DSC06567

DSC06568

DSC06571

DSC06577

DSC06578

DSC06580

DSC06587

DSC06589

DSC06590

DSC06599

DSC06606

DSC06608

DSC06616